Por que impor seu filho a pedir desculpas pode ser danoso

Olá, meninas!

 

Tudo em paz?

 

De Primeiramente, o que fazemos nesse texto é duvidar o título, que contradiz tudo que pensamos. Porém, ao passo que ler o artigo, achará bastante surpreendente os motivos.

 

Concordamos que disciplinar nossos filhos é um desafio, e que não é sempre que acertamos em tudo. Por causa disso, achei que seria notável proporcionar um ponto de vista distinto. Afinal de contas, quem nunca na vida passou por uma situação como essa? É horrivel quando nossos filhos terminam brigando com seus irmãos e amiguinhos, e em seguida não acham que devem exigir se descupar! Este artigo traz algumas dicas de como enfrentar com essa forma de comportamento de um maneira bem exemplar.

 

E vocês: O que pensam sobre “não impor desculpas”?

 

Leiam o artigo!

 

Beijos!

No momento em que crianças brigam, ou no momento em que uma perturba a outra, os pais logo tentam consertar o confusão exigindo um pedido de desculpas. “Diga que você sente muito”, dizemos, e os filhos o fazem, mesmo que não sejam desculpas vindas do coração. “Me desculpe”, elas dizem umas às outras, sem obrigatoriamente terem se arrependido.

 

De Conforme com uma pedagoga infantil Cristina, escritora de um livro sobre o tema (clique aqui para aprender mais sobre o livro), esta maneira de se desculpar mais atrapalha que auxilia. Isto visto que se perguntarmos às crianças o que elas acham disso, elas vão nos falar que é uma coisa sem significado.

 

“No momento em que estou zangado, odeio me desculpar. Isso apenas me deixa mais zangado ainda”.

 

“Eu não gosto sempre que meu irmãozinho se desculpa comigo visto que nossos pais o obrigaram, uma vez que ele age como se não fosse autêntico. Isto apenas me faz sentir mais triste.”,

 

“Exigir desculpas no momento em que não são verdadeiras é mentir”.

 

Exigir dos filhos a pedir desculpas não apenas os ensina uma coisa errado, e inclusive não resolve o aborrecimento. “Décadas de pesquisas sobre relacionamentos entre casais mostram que não há nenhum benefício no relacionamento cada vez que um dos parceiros se vê levado a desculpar-se antes de estar disposto para isto. Imaginamos que o mesmo é válido para crianças quando se trata de irmãos e colegas”.

 

O que devemos fazer para contornar?

 

1 – Ajude as crianças a se comunicarem com mais perfeição, e não foque apenas no “protocolo de desculpas”

 

“Se você auxiliar as crianças a expressarem o que desejam e necessitam, escutarem uns aos outros e a reafirmar o que escutaram seus irmãos dizendo, elas vão estabelecer a solucionar seus conflitos de uma forma mais determinada, até que um pedido de desculpas se torne irrelevante”, disse Laura.

 

2 – Espere até o rancor amenizar

 

Se seu menino ou sua menina despertar um pedido de perdão, ouça sua voz. Se a criança também tinir brava, quê que você não pretende escutar desculpas se não forem sinceras. Você pode expressar uma coisa com efeito, como “Eu não estou pedindo para você falar uma coisa que não é verdade, visto que eu acredito que isto não auxilia ninguém a se sentir mais satisfatoriamente”.

 

3 – Autorize seus filhos a resolver situações sozinhos

 

Isto significa não informar aos seus filhos a resposta-consequência por conta dos falhas e brigas. Em vez disso, encoraje-os a escolherem o que pode ser melhor para restabelecer a situação. Você pode exprimir ideias – comunicar-se um bilhete ou uma carta, fazer o conserto de um brinquedo espatifado –, porém Laura diz que por isso os pais precisam expressar “Eu sei que você fará o melhor” e sair do quarto da criança.

 

4 – Seja um exemplo de pessoa

 

“Crianças aprendem conosco como endireitar danos em relações”, diz a psicóloga Laura Markham. Então, é fundamental mostrar que inclusive somos sinceros quando pedimos desculpas a alguma pessoa.

 

Leia também: 8 métodos fáceis para não berrar com seus filhos

Leave a Reply