A culpa pode ser sua porque seu filho não se comporta

  1. Sem planejamento

Pais que não disponibilizam nada aos filhos para fazer deixam um intervalo de tempo bem grande para que eles façam o que bem entenderem sem metas definidas a curto prazo. É como uma partida de futebol. Se o técnico não estipular o que cada um tem que fazer, explicar as regras do jogo, nem sequer criar um plano que todos conheçam, fica complicado conquistar o triunfo. Pode imaginar um técnico que permite que seus jogadores fiquem na reserva se quiserem, corram no campo para o lugar que desejarem, sem solicitar-lhes que protejam seu gol e se esforcem por um propósito?

Dessa forma é isto que os pais fazem. Uma estratégia que defina onde as atitudes, comportamentos e os valores de personalidade que um pai quer para seu filho delimitará a meta e os pais poderão projetar com mais perfeição como seus filhos gastarão seu tempo.

 

Quanto mais novo o filho, mais adequado uma estratégia que inclua todos os minutos para que ele se mantenha ocupado com afazeres que lhe trarão um bom futuro de acordo com o idealizado. Fica bem menos difícil ser pais com uma estratégia montada e não terá tempo para o filho comportar-se mal.

 

  1. Inconsistência

Dizer e não cumprir, prometer e não fazer. Os pais até esquecem que haviam comentado que fariam certa promessa, porém a criança não. Ela se lembrará e solicitar e, no momento em que encher, a imagem que ela terá é de que não é levada a sério. Irá perder, dessa maneira, o respeito pelos pais o que exigirá uma longa estrada para ser retomado.

 

Pais precisam ter controle da situação, preservar sua palavra, ser constantemente um bom exemplo a fim de dispor com o respeito do filho. Afinal de contas, se o filho não a respeita, não vai admitir censura nenhuma por mau conduta e irá se impor à regras.

 

  1. Batalhas na casa

Do mesmo jeito que a demanda de canais para assistir na televisão, conteúdos para bloquear e discutir dentro de um lar com crianças formam um fecundo campo para discussões. Será que de fato é preciso criticar sobre decisão da criança em utilizar bermudas e casaco em um dia frio? Especificamente com crianças de humor mais forte, um comentário será capaz de explodir um verdadeiro confronto. Relevar algumas coisas de pouca gravidade pode ser útil para o exercício da criança, que o fará por seus próprios equívocos e acertos. Selecionar as batalhas é fundamental, uma vez que haverá várias que de fato serão necessárias. Mostrar ao filho um equívoco e esclarecer o motivo que não é para cometer é fundamental para ter seu comportamento adequadamente estável. Será sensato deixar as broncas para o que for de fato preciso.

 

Aprenda mais: 3 elogios que prejudicam na criação dos nossos filhos

 

Gostou do nosso Artigo? Então compartilhe!

 

Beijos!

Leave a Reply